até
sexta-feira, 18 de setembro de 2020
Agro: uma agenda do futuro, uma agenda do passado

 

O agro tem passado, presente e futuro. Mas, para alcançarmos o nosso potencial e responsabilidade de alimentar uma população mundial que cresce exponencialmente, há um enorme dever de casa a ser feito”. - Os desafios da agricultura do século 21 foram apresentados pelo presidente do Sistema FAEMG/SENAR/INAES, Roberto Simões, em Webinar promovido pelo Movimento Engenharia Já.

 

Temos que avançar na agricultura 4.0: tecnologia, inovação e produtividade, biotecnologia, inteligência artificial e em conectividade. Temos que seguir investindo em sustentabilidade, energias renováveis, qualidade e agregação de valor, rastreabilidade e transparência, novas formas de comércio e novos hábitos de consumo. E precisamos nos atentar à imagem do setor, acesso a mercados e, sobretudo, investir fortemente em assistência técnica e gerencial e formação profissional, que serão fatores determinantes para o sucesso do agronegócio. E nessa área, o Senar Minas tem feito um grande trabalho, com excelentes resultados.”

Roberto Simões lembrou também que o setor ainda defronta com demandas da agenda do passado, que tomam tempo e energia e que poderiam estar sendo direcionadas para a modernização do setor: “Ainda nos preocupam temas, que já deveriam estar superados, como regularização fundiária, melhoria na infraestrutura e logística, registro de insumos agropecuários, renegociação de dívidas e passivos trabalhistas e ambientais.”

 

Outros destaques do Webinar Agricultura do Século 21

• Dep. Federal Zé Vitor

 

A reforma tributária vai predominar na pauta dos próximos meses, afetando diretamente o nosso setor. As três propostas em discussão, hoje, no Congresso, impactam o custo de produção, com reflexo no preço dos alimentos. Perderemos competitividade, que levamos anos para construir, e os mercados que tentamos conquistar. Precisamos, sobretudo, garantir que alimentos não cheguem mais caros ou em menor quantidade às mesas dos brasileiros.”

O Brasil é uma grande potência agroambiental. Novas tecnologias nos têm permitido produzir em qualidade, quantidade e eficiência, com preservação ambiental.

O licenciamento ambiental é um ponto extremamente importante para avançarmos. Polir a legislação, dar racionalidade ao procedimento e vencer a burocracia, sem risco para o meio ambiente.”


• Ana Valentini – secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas

 

23% da População Economicamente Ativa de Minas Gerais está envolvida em atividades da agropecuária. Ela ocupa o 1º lugar entre os setores econômicos para 143 municípios mineiros e 2º lugar em 417 municípios.”

Um dos fatores para a competitividade mineira é a diversificação da nossa produção agrícola e a grande quantidade de estabelecimentos rurais, 607 mil. Mesmo neste ano de crise provocada pela pandemia, o faturamento do setor cresceu quase 20%, e chegou a R$ 82,7 bilhões. O agro terá grande importância para superarmos este momento difícil.”

Minas Gerais tem cumprido o seu papel, proporcionando ao agro inovação e tecnologia, resultando em mais produtividade e eficiência. Assim, o setor busca, cada vez mais, sustentabilidade, com certificação e rastreabilidade, agricultura irrigada, serviços ambientais, sistemas agrossivilpastoris, sequestro de carbono, conservação de água e solo e biodiversidade. O produtor rural faz a sua parte e precisa de apoio, com políticas e crédito.”

 

Mário Campos Filho – presidente da Siamig

 

Minas Gerais teve como foco, por muitos anos, o setor mínero-metalúrgico, que movimentava a economia mineira. O agro cresceu muito, sobretudo graças à sua diversificação, e tem ajudado o estado a passar pelos problemas com maior resiliência, e fazendo a economia mineira também se diversificar para se fortalecer.”

Virginia Campos – Movimento Engenharia Já

Produzir alimento é uma luta diária. Os produtores enfrentam dificuldades, e, se seguem, é porque amam muito a terra, o campo. Mas é preciso apoiar e conscientizar o produtor de que ele é um empresário rural, independentemente do tamanho do seu negócio. Ele precisa aprimorar a gestão da propriedade, aumentando a eficiência e a rentabilidade. E precisamos garantir que sejam assistidos.”

Últimas notícias publicadas
21/10/2020 Valores de referência – Outubro
19/10/2020 Comunicado 15 – Assessoria de Meio Ambiente - Bacia do Ribeirão do Ouro – Situação crítica e redução do uso das outorgas
14/10/2020 Semana Internacional do Café abre credenciamento para edição 100% digital
13/10/2020 Processo único de outorga Rio Araguari | Rio Claro e Córrego Olaria
09/10/2020 Comunicado 13 - Assessoria de Meio Ambiente - Bacia do Rio Araçuaí - Situação Crítica e Redução do uso das outorgas
09/10/2020 Comunicado 14 - Assessoria de Meio Ambiente - Bacia do Rio Gorutuba – Situação crítica e redução do uso das outorgas
09/10/2020 Comunicado 12 - Assessoria de Meio Ambiente - Bacia do Rio Paraúna – Situação crítica e redução do uso das outorgas
09/10/2020 Conta FAEMG Digital – Facilidades para o produtor rural
08/10/2020 Prêmio de Boas Práticas Ambientais
08/10/2020 Comunicado 11 - Assessoria de Meio Ambiente: Alerta ao Produtor – Cadastro de Barragens e Fiscalização
Ver todas
FAEMG
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3000
E-mail: faemg@faemg.org.br
Senar Minas
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3074
E-mail: senar@senarminas.org.br
INAES
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3109
E-mail: inaes@inaes.org.br
Sindicatos
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3028
E-mail: asind@faemg.org.br