até
quinta-feira, 19 de setembro de 2013
Infraestrutura agrícola
Agencia Estado
A Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE, na sigla em inglês) destacou a importância da agricultura para a economia brasileira em relatório anual divulgado nesta manhã em Paris. Apesar disso, a entidade diz que a baixa qualidade da infraestrutura brasileira continua sendo um grande desafio para o campo brasileiro.
 
No estudo, a OCDE destaca positivamente que a agricultura brasileira tem parcela de 5,5% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro e é responsável por 32% das exportações e 17% de todos os empregos do Brasil. Além disso, a entidade ressalta que o setor gerou, sozinho, superávit comercial de US$ 70,7 bilhões em 2012.
 
Apesar disso, a entidade diz que há muitos desafios para o setor. 'A fraca infraestrutura continua a ser um grande problema e a oferta de recursos para melhorar esse tema continua a ser relativamente baixa para o apoio ao produtor', diz o documento, que não cita exemplos de problemas na infraestrutura brasileira.
 
A OCDE diz apenas que o levantamento revelou que só 17% dos recursos nacionais destinados à agricultura são efetivamente investidos na melhora do negócio, como na infraestrutura logística, armazenamento, pesquisa e desenvolvimento, formação de trabalhadores e controle de qualidade. O grosso dos recursos transferidos ao setor - fatia de 83% - é 'distribuído aos produtores agrícolas via preços garantidos, compras governamentais, crédito subsidiados e seguros'.
Últimas notícias publicadas
24/10/2014 Em Iturama, a procura por cursos é diversificada
24/10/2014 Alunos da Apae multiplicam o aprendizado
24/10/2014 Apicultores treinados em Virgem da Lapa
24/10/2014 Guarany e SENAR: parceria nos cursos de agrotóxico
24/10/2014 MAPA interdita estabelecimentos que adulteravam leite
24/10/2014 Site ajuda pecuaristas a combater pirataria de medicamentos veterinários
24/10/2014 PEC 67, que prevê recursos para pesquisas, gera polêmica
24/10/2014 Produtor espera melhor preço para negociar milho
24/10/2014 Bioquerosene de aviação terá usina e certificadora em Minas
24/10/2014 Brasil negligencia o uso de micronutrientes nas lavouras
Ver todas
FAEMG
Av. Carandaí, 1.115 - 3º ao 5º andar
Belo Horizonte - CEP: 30.130-915
Fone: (31) 3074-3000
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: faemg@faemg.org.br
Senar Minas
Av. Carandaí, 1.115 - 6º e 7º andares
Belo Horizonte - CEP: 30.130-915
Fone: (31) 3074-3074
Fax: (31) 3074-3075
E-mail: senar@senarminas.org.br
INAES
Av. Carandaí, 1.115 - 4º andar
Belo Horizonte - CEP: 30.130-915
Fone: (31) 3074-3050
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: inaes@inaes.org.br
Sindicatos
Av. Carandaí, 1.115 - 3º andar
Belo Horizonte - CEP: 30.130-915
Fone: (31) 3074-3028
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: asind@faemg.org.br