Reunião: ATeG para agroindústria dá primeiro passo em Belo Horizonte

Foi realizada, nessa segunda feira (25), uma reunião com consultores do Senar Central para ajuste da metodologia do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), na sede do Senar Minas, em Belo Horizonte. Janete de Almeida, coordenadora de capacitação da Diretoria de Assistência Técnica do Senar Central, e Luiz Ronilson Paiva, coordenador de Formação Profissional Rural (FPR) do Senar Minas, conduziram as atividades.

O objetivo é atender pequenos e médios produtores de alimentos tradicionais e artesanais, como mel, embutidos e defumados, frango e pescado, doce em compota e queijo artesanal. A CNA pretende lançar o piloto do Programa em parceria com o Senar Minas, mas o objetivo final é nacionalizá-lo.

A partir da esquerda: Erno Menzel, Janete Almeida, Newton Alencar e Catarina Braga

O programa é composto por cinco temas: Capacitação e Assistência Técnica e Gerencial, Regulamentação, Comercialização e Marketing, Organização Coletiva e Tributação e Crédito. “A parte do Senar, que é a ATeG, está sendo elaborada aqui e vamos fechar essa metodologia. O projeto piloto vai ser iniciado aqui pelo Senar Minas, primeiro com as agroindústrias de queijos artesanais e embutidos e defumados”, explica Janete Almeida.

Na reunião também estiveram presentes o consultor e instrutor do Senar Central, Erno Menzel, o instrutor e consultor de derivados do leite, embutidos e defumados e boas práticas de fabricação, Newton de Alencar, e a instrutora e consultora de derivados do leite e boas práticas, Catarina Braga – os dois últimos também instrutores credenciados do Senar Minas.