Cachaça artesanal

A criação de um grupo de trabalho para propor mudanças na legislação que regula a produção de cachaça artesanal de alambique foi o principal resultado da reunião da Comissão Técnica da FAEMG nesta sexta-feira (7/7). O encontro foi realizado em BH, dentro da Expocachaça, maior feira do setor no país.



O grupo debateu soluções para desafios antigos do setor, como a necessidade de atualização tributária e da normatização para o setor. Também foram apresentadas as ações de fiscalização do estado para fomentar o comércio regular de produto certificado.
 
Outro pontoe foi o lançamento de uma linha de crédito específica para produtores de cachaça artesanal, viabilizada pelo Sicoob Crediminas, em parceria com a Ampaq e com o apoio do Sistema FAEMG.

José Maria Santana Júnior
presidente da Comissão Técnica de Cachaça Artesanal de Alambique da FAEMG
“A cachaça artesanal de alambique é um produto completamente diferente da cachaça industrial, de destilação contínua. Precisamos considerar as especificidades e melhorar vários pontos da legislação, da rotulagem e da substituição tributária”.