Evento sobre Forrageiras para Ovinocultura é sucesso na UFSJ

A Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) - Campus Tancredo de Almeida Neves, recebeu, na última sexta-feira (13), a Roda de Conversa “Forrageiras para Ovinocultura – práticas de manejo”. O evento reuniu 79 participantes, entre produtores rurais, técnicos e pesquisadores.

Organizado pela UFSJ e pela Comissão de Caprinos e Ovinos da Faemg, a Roda de Conversa contou com apoio do Sistema Faemg / Senar Minas, da Embrapa Gado de Leite e do Grupo de Estudos de Pequenos Ruminantes da UFSJ (Geper). Segundo o zootecnista, instrutor credenciado pelo Senar Minas e presidente da Comissão de Caprinos e Ovinos da Faemg, Luciano Piovesan Leme, a ideia de realização do evento surgiu após o tema surgir em um grupo de discussão criado no WhatsApp. “Contamos com 112 participantes no grupo, produtores e técnicos. A cada 15 dias, coloca-se um tema em discussão. No mês passado, o tema que surgiu foi espécies de forrageiras para ovinocultura. Assim veio a ideia do evento.”

No período da manhã, foram apresentadas e discutidas questões técnicas. A professora da UFSJ, Janaína Martuscello, abordou técnicas para formação de pastagem. O pesquisador da Embrapa, Carlos Augusto de Miranda Gomide, falou sobre as características e manejo das cultivares BRS Kurumi para pastejo e BRS Capiaçu para silagem. Durante a tarde, os participantes tiveram oportunidade de ir a campo, a fim de conhecer as espécies e acompanhar os resultados.

“O objetivo do evento foi propor aos produtores a utilização da melhor forrageira para o animal ruminante, de modo a atender as necessidades nutricionais. Foram apresentadas as opções de forrageiras que garantem alimentação de qualidade, com bons teores de fibra, proteína e energia. Consequentemente, alcançamos a redução de custos, visto que o alto teor nutricional resulta na redução de gastos com concentrados”, aponta Piovesan.

Pesquisa, academia e produtores rurais

O zootecnista destaca a importância da parceria entre Sistema Faemg / Senar Minas, Embrapa e UFSJ. “A realização da Roda de Conversa possibilitou a aproximação da pesquisa, academia e produtores rurais. Aqui, ressalto o apoio dos estudantes da UFSJ, que auxiliaram na organização do evento, além de terem participado durante todo o dia.”

Segundo Piovesan, estiveram presentes quase todos os produtores que integram o primeiro grupo de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) em Ovinocultura criado no estado. “Tivemos 27 produtores rurais, representando Zona da Mata e Campo das Vertentes. Foi um sucesso e teremos, com certeza, novos eventos que surgirão a partir dos temas discutidos no grupo da rede social.”

Produtor integrante do grupo de ATeG em Ovinocultura em Lima Duarte, na Zona da Mata, Arnaldo Valentim esteve presente na Roda de Conversa e destaca sua importância. “Foi um evento muito bom e explicativo. Estiveram presentes vários criadores de ovinos e caprinos, com participação efetiva nas conversas sobre os assuntos em pauta. Foram apresentadas importantes alternativas, viáveis e econômicas, para a criação.”

O gerente regional do Senar Minas em Juiz de Fora, Márcio Luiz Silva, aponta a importância da troca de experiências. “O evento teve suma importância para todos os presentes, proporcionando, além da aquisição de conhecimentos, a troca de experiências entre técnicos e produtores rurais, que registraram a importância de eventos semelhantes serem realizados.”