Produção agropecuária e segurança

Primeira Câmara Técnica Temática Mista de Minas Gerais

Para combater os altos índices de criminalidade no campo, lideranças rurais do Triângulo propuseram, em reunião no Sindicato Rural de Uberaba, a implantação da Câmara Técnica Temática Mista (Segurança e Produção Agropecuária), integrando num colegiado as Secretarias de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais.

A reunião, organizada pelo Conselho de Segurança Rural de Uberaba (Conser), contou com a presença dos secretários Ana Maria Valentini (SEAPA) e general Mario Lucio Alves de Araujo (SEJUSP), além de autoridades municipais e regionais, representantes de setores da segurança pública, presidentes de Sindicatos Rurais e de produtores rurais.

O Sistema FAEMG/SENAR Minas foi representado pelo Gerente Regional do Senar Minas em Uberaba, Caio Oliveira. O consultor do Instituto CNA, Carlos Marsiglia, representou a Confederação Nacional da Agricultura durante a reunião. O presidente da Girolando, Luiz Carlos Rodrigues, que é também diretor do Conser, entregou aos secretários o documento solicitando, oficialmente, a criação da Câmara Técnica.

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, general Mario Araújo anunciou que, em março, representantes das forças de segurança de Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e São Paulo deverão se reunir para formatar um cinturão de segurança.

Ana Maria Valentini, secretária de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais

“Com a Câmara Técnica, temos a esperança que com esse fórum permanente encontremos caminhos para melhorar a segurança no campo.”

 General Mario Lucio Alves de Araujo, secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública

“A palavra é integração. Nós precisamos buscar soluções levar segurança ao campo, e segurança é desenvolvimento. Essas duas vertentes andam juntas, uma ajudando a outra. Desenvolvimento traz segurança e segurança traz desenvolvimento, e é por isso que nós estamos aqui, pensando planos de ação factíveis, sustentáveis, para melhorar o nosso Brasil. O Brasil pertence ao brasileiro.”

Paulo Piau, prefeito de Uberaba

“Passo importante está dado na busca da redução drástica da violência contra o homem do campo. Sem a interação entre os estados, continuaremos sendo um paraíso para os bandidos”.

Carlos Marsiglia, Consultor do Instituto CNA

“A segurança é um dos projetos principais da CNA e a Confederação começou a desenvolver um projeto de comunicação no campo. O conceito que está instalado nesta câmara é essencial porque ele traz um policiamento que é chamado de proximidade ou comunitário e não adianta achar que a solução vai sair do topo, de Brasília, ela sai é da base.”

Patrícia Lemos, presidente do CONSER

“Atingimos nossos objetivos, com os secretários convencidos que este órgão deve ser criado. Nosso objetivo é ter segurança rural para alavancarmos a produção e promover e propor políticas públicas, instruções, atos, pareceres e recomendações para melhorar o desenvolvimento dos setores. O primeiro grande passo foi dado, agora é seguir à frente!”