Jovem do Campo é aprovado por participantes em Monte Santo de Minas

O Sindicato Rural de Monte Santo de Minas colhe os primeiros resultados do programa Jovem no Campo do Sistema Faemg/Senar Minas. O programa que contribui para inserir o jovem no mercado de trabalho rural, oferecendo visão empreendedora de negócio com foco nas oportunidades regionais mostrou o seu propósito nos depoimentos dos participantes da primeira turma, que será concluída em junho. 

O programa foi implantado no município em março, pela parceria entre o Sindicato e o Senar Minas. Desenvolvido de acordo com a realidade local, em Monte Santo o segmento escolhido foi a cafeicultura. Os alunos já passaram por vários módulos onde estudaram temas motivacionais, adubação manual, manejo de pragas e doenças, colheita e preparo do café. 

Empreendedores

“O Jovem no Campo me proporcionou muitas experiências. Me fez reconhecer o que fazia de errado e o que posso melhorar na propriedade. Tive a certeza que a agricultura é o que quero seguir e sem dúvidas o ramo do café será a minha atividade escolhida”, disse Tailaine Cristina Araújo (foto à esquerda). Ela ainda complementou que alguns cafeicultores, em momentos ruins, abandonam a lavoura e migram para outros segmentos. “Os verdadeiros cafeicultores são aqueles que persistem e tem o maior cuidado com cada planta da sua propriedade estando com a safra boa ou ruim, em momentos de alta ou de baixa, com condições climáticas adversas, pois ele sabe que só se mantém no ramo com alta produtividade, e redução de custos. E isso é o que eu quero conquistar: alta produtividade e baixo custo na produção, com isso vou ter qualidade de vida mesmo morando no campo”.

Guilherme dos Santos Alves (à direita, com os avós) também ressaltou que os módulos do Programa ficarão guardados na mente de todos. “Mesmo com essa pandemia, com as dificuldades enfrentadas, todos os participantes respeitaram as normas exigidas. No local tinha tudo organizado, sabão e álcool em gel para a desinfecção das mãos. O Sindicato teve o maior cuidado com todos! Desde já agradeço imensamente por ter a honra de estar participando do 1° Jovem no Campo de Monte Santo!

Guilherme, com o Programa em andamento, já conquistou um novo trabalho na Fazenda RVM, onde mora. Atualmente atua junto aos administradores nas lavouras de café e também detectou doenças e pragas na lavoura do seu tio. “Esse é o meu primeiro curso com o Senar Minas. O primeiro de muitos, pois, como diz nossa instrutora Lorraine, 'foguete não anda para trás'. Agradeço muito a vocês do Senar pelo auxílio, e pelo curso incrível que com certeza vai mudar a minha vida para melhor”.

Para Bianca Paiva (à esquerda), o Programa veio solidificar o seu projeto de vida de trabalhar com a cafeicultura, na transformação do produto em derivados. Ela pretende montar uma cozinha e fabricar pães, doces, sorvetes a base do café. Integrante de uma família de cafeicultores, a avó é a sua incentivadora e apoiadora. Tanto que já separou uma casa na sua propriedade para a adaptação da cozinha de acordo com as normas da Vigilância Sanitária. “O curso está sendo excelente, pois está mostrando a diferença entre colhedor de café (planta e colhe sem cuidado especial) e o produtor de café (produz café de qualidade). Estão mostrando que produzir um café de qualidade não é um bicho de sete cabeças, e o investimento vale a pena. Estou muito animada com o curso”. A animação de Bianca é real e a data prevista para tirar o seu projeto do papel é segundo semestre de 2021.

Para o presidente do Sindicato Rural de Monte Santo de Minas, José Maria Andrade Pontes, o Programa é muito importante por contribuir com a sucessão no campo ao mostrar para os jovens que a cafeicultura é uma boa atividade, se bem gerida. “O Jovem no Campo foi direcionado para a nossa atividade principal, que é a cafeicultura. Esses jovens vão ter a noção exata entre o manejo correto e a gestão de custos, uma visão geral sobre a atividade. Esse conhecimento vai contribui para a sequência da atividade familiar e para a sucessão no campo. Eu só tenho a agradecer ao Sistema Faemg/Senar Minas por mais essa oportunidade”.