Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe


1º curso de Viveirista Florestal no Parque da Lapa Grande

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL
ESCRITO POR RICARDO GUIMARÃES, DE MONTES CLAROS
16/07/2021 . SISTEMA FAEMG, SENAR

Quase 500 mudas de cerca dez espécies nativas do cerrado norte-mineiro foram produzidas durante o primeiro curso de Viveirista Florestal promovido pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES no Parque Estadual da Lapa Grande, na zona rural de Montes Claros. A unidade tem mais de 15.000 hectares, guarda riquezas naturais e faz parte da história da região. O objetivo da parceria, que também já oportunizou o curso de Condutor de Trilhas e Roteiros, foi profissionalizar ainda mais os funcionários que atuam no parque e a comunidade no entorno.

“O parque já tinha uma estrutura, então o objetivo foi treinar o pessoal para dar continuidade ao trabalho com mais profissionalismo para restauração da própria unidade e para as ações de doação de mudas ao público externo”, explicou a engenheira florestal Talita Moreira Câmara, responsável pela capacitação.

A iniciativa de promover o curso surgiu da própria gestão da Lapa Grande. Segundo a gerente do Parque, Ana Eliza, a facilidade de acesso e a qualidade dos cursos do SENAR MINAS fez a diferença. “Os cursos são excelentes e me surpreenderam pela alta qualidade. Sou especialista em restauração ambiental e vi o quanto a instrutora tem conhecimento”. 

Os participantes tiveram acesso a ensinamentos sobre as árvores nativas da região - com destaque para as espécies Baru, Cratylia, Jatobá e Ipê, aprenderam técnicas de propagação e como fazer o plantio sobreviver mesmo em região de seca. “O SENAR o treinamento de pessoas para a melhoria do meio ambiente. Não resta dúvida que precisamos trabalhar a produção de espécies. Por isso, também é papel do viveirista orientar o produtor rural na escolha de espécies e locais de plantio”, comentou Talita.

História

Durante muitos anos, o Parque da Lapa Grande foi uma grande fazenda, que servia de ponto de apoio a tropeiros que se aventuravam pelas trilhas, em busca de novos lugarejos e cidades. Ainda hoje é possível ver preservada muito dessa tradição, como é o caso do casarão que abrigava a sede da antiga fazenda e os registros arqueológicos encontrados nas grutas. 

O ecossistema, com diversidade de fauna e flora, também está preservado. O local é responsável por cerca de 30% do abastecimento de água de Montes Claros, que se mantém mesmo em período de seca. “Isso só é possível porque, mesmo em uma região semiárida, a Lapa Grande tem grande área preservada”, enfatizou a gerente do parque.

Para os próximos meses, dois cursos estão na agenda dos funcionários: Brigada Florestal e Primeiros Socorros.

}