Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe


Curso de Agroecologia em São Sebastião do Paraíso

PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL
ESCRITO POR DENISE BUENO, DE PASSOS
14/10/2021 . SISTEMA FAEMG, SENAR

O curso sobre práticas agroecológicas, em São Sebastião do Paraíso, reúne agricultores e os "neorrurais", moradores da zona urbana que optaram pelo meio rural, levando modernização para a roça e a prática de trabalhar com plantas alimentícias não convencionais (PANCs). A capacitação compara a agricultura moderna, convencional, agricultura orgânica e as diferentes escolas da agricultura agroecológica. Esta é uma iniciativa do Sistema FAEMG/SENAR/INAES em parceria com a Associação Comercial Industrial Agropecuária e de Serviços de São Sebastião do Paraíso (ACISSP).

O curso está sendo promovido nesta semana na horta conhecida como Herbário, do casal Diulie Godoi e Gusthavo Lemos. Os neorrurais criaram o Herbário há um ano para a produção de PANCs. “O nosso objetivo é difundir essa iniciativa para os pequenos produtores para uma produção sustentável e de respeito a natureza”, disse Diulie. 

No Herbário, o casal mantém canteiros consorciados, onde plantaram taioba, pupunha, bananeira, mangarito, batata, capuchinha, alecrim, manjericão, salsinha e cebolinha. Um novo canteiro será formado durante o curso para todos aprenderem na prática todo o processo do plantio consorciado. Atualmente, o casal vende a sua produção via redes sociais e se prepara para comercializar na feira.

Experiência

Segundo o instrutor Leonardo Abud Dantas de Oliveira, a teoria e a prática se complementam na agroecologia. O instrutor alerta sobre os riscos e os cuidados em relação a agrotóxicos e adubos químicos/minerais, que não são permitidos na agricultura orgânica. Na agricultura agroecológica e orgânica, existem alternativas viáveis de fácil acesso para substituir adubos químicos e agrotóxicos. 

“Temos uma legislação que regulamenta a produção de produtos orgânicos pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa). É preciso ter um selo para comprovar as técnicas adotadas. A agricultura agroecológica tem princípios específicos e uma forma diferente de comercialização. Estudamos os princípios ecológicos, a biologia das plantas e observamos o equilíbrio do meio ambiente para a produção, bem como os adubos permitidos e a sua diferença com os fertilizantes químicos”. 

Na prática, os participantes aprendem as técnicas da compostagem, captura de microrganismos, a criação de um minhocário, produção de húmus e adubo com casca de ovo, entre outros. “Tudo depende dos recursos disponíveis no local”. O curso também aborda planos de ação e comercialização.

}