Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe


Curso de Proteção de Nascentes é sucesso na região de Belo Vale

PRESERVAÇÃO AMBIENTAL
ESCRITO POR ALINE FURTADO, DE JUIZ DE FORA
19/07/2021 . SENAR

“O curso de Proteção de Nascentes é um dos mais procurados na região de Entre Rios de Minas. Já mobilizei turmas em Jeceaba, São Brás do Suaçuí e Entre Rios de Minas. Após ser convidada para ser mobilizadora em Belo Vale, este foi o primeiro curso mobilizado”. A consideração é da mobilizadora do Sindicato dos Produtores Rurais de Entre Rios de Minas, Ivanete da Consolação Azevedo Pereira. A demanda pelo treinamento oferecido pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES surgiu da produtora rural Márcia Perigolo Cordeiro, proprietária da Fazenda Santo Antônio. “A propriedade está situada às margens do Rio Paraopeba. Percebemos que o leito do rio está assoreando, a água vem diminuindo, tem chovido menos na região e as secas estão cada vez mais extensas. Como temos nascentes que desaguam no rio, percebi a necessidade de alguma ação, afinal, algumas nascentes já haviam secado”.

Márcia explica que, como o rio corta a cidade, a demanda pelo curso não era apenas dela, mas do município. “Assim, estendemos o convite à Secretaria de Meio Ambiente e houve grande adesão, com a participação de cinco integrantes da pasta”. Para a encarregada da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Belo Vale, Izabela Carolina Fermiana, “o curso foi muito bom e de suma importância não apenas para os produtores rurais, mas para todo o município de Belo Vale”.

Ao final do treinamento, a nascente trabalhada na Fazenda Santo Antônio, que apresentava vazão igual a zero, passou a ter vazão de 3.147 litros por dia. “Foi uma excelente oportunidade porque tinha necessidade de conhecer melhor o circuito hídrico para preservá-lo. Foi uma mudança de paradigma porque entendi que a chuva não penetrava nos lençóis freáticos devido ao manejo indevido do solo. Nossa produção era focada apenas em ponkan. Com o curso, passei a enxergar a importância não apenas do cuidado com a água, mas também do manejo do solo e de intercalar culturas”.

Ela contou que, após as aulas, foi identificado outro olho d’água, que também será protegido. “É uma oportunidade de colocarmos em prática e disseminarmos o conhecimento adquirido no curso, ministrado de forma tão dinâmica e rica pelo instrutor Luís Francisco de Rosa Macedo”.

}