Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe


Mais de R$ 1 milhão investidos na região de Diamantina

QUEIJO MINAS ARTESANAL
ESCRITO POR IZABELLA MACHADO, DE ARAÇUAÍ
06/04/2022 . SINDICATOS, SENAR, FAEMG

A região de Diamantina, Gouveia, Datas, Monjolos, Couto de Magalhães de Minas, São Gonçalo do Rio Preto, Felício dos Santos, Senador Modestino Gonçalves e Presidente Kubitschek foi reconhecida como produtora de Queijo Minas Artesanal (QMA). O anúncio foi feito pelo governador Romeu Zema na última semana de março e beneficia diretamente 42 produtores, muitos deles já foram ou são atendidos pelo Sistema FAEMG.

Nos últimos sete anos, o Sistema FAEMG investiu na região o montante de R$ 637.860, o que corresponde a aproximadamente 104 cursos, que ajudaram os queijeiros a melhorarem o desempenho da atividade. Além disso, disponibilizou o Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Agroindústria e ATeG Balde Cheio, que seguem com previsão de atendimento até 2023, com custos de R$ 190 mil por ano, cada um.

“Investimos e contribuímos para o processo de produção de queijos artesanais, especialmente na região de Diamantina, fomentando a profissionalização do produtor, o aumento de renda e de produtividade e a melhoria na qualidade de vida”, ressaltou o gerente regional do Sistema FAEMG em Araçuaí, Luiz Rodolfo Antunes Quaresma.

Leandro Pereira de Assis, atendido pelo ATeG Agroindústria

Atendido pelo Programa ATeG Agroindústria, o veterinário e proprietário da marca “Queijaria Soberana”, Leandro Pereira de Assis, é um dos líderes da luta pelo reconhecimento da região. “Tudo começou quando tivemos sucesso com um queijo provado por uma francesa, que entrou em contato com a universidade para saber a procedência. Ficamos entusiasmados! Encontramos documentos na Câmara Municipal de Diamantina e descobrimos que município tinha um histórico de produção desde meados de 1792. Então, entendemos que a produção de queijo estava fazendo um ‘resgate’ do que já existiu. A caracterização vem neste momento, pois é necessário comprovar com registros”.

No início da jornada como empreendedor e produtor, Leandro participou de cursos do Sistema FAEMG, como Alimentação de Bovinos Leiteiros e Casqueamento. “Graças a essas oportunidades, consegui impulsionar o meu negócio. A parte da suplementação tem tudo a ver com a produção, pois, com a alimentação mais eficiente, aumentei o volume de queijo. Agora, com o ATeG, desenvolvi a parte de gestão. Antes, não fazia a parte administrativa-financeira e, por isso, não sabia se o negócio estava dando lucro”.

Valderi, produtor atendido pelo ATeG Agroindústria

Outro caso de sucesso da região é protagonizado por Valderi Ferreira Santos, que também é assistido pelo ATeG Agroindústria, no município de Couto Magalhães de Minas. Ele começou como produtor de queijo em baixa escala e, após o curso de Derivados do Leite, cresceu de forma significativa. Para atender o mercado crescente, compra praticamente todo o leite do município onde mora e estende a demanda para locais vizinhos. Antes, produzia apenas queijo minas e hoje diversifica a produção com muçarela, trancinha e requeijão. “Com os cursos do Sistema FAEMG, o meu negócio melhorou demais porque passei a entender os métodos de produção. Sou muito agradecido pelo apoio que recebi e espero contar sempre com ele”, ressaltou.

Contribuição do Sistema FAEMG

O gerente do Sistema FAEMG em Araçuaí entende que o papel da instituição está sendo cumprido e que o reconhecimento da região como produtora de QMA é justo. Para ele, esta é uma possibilidade de agregar valor ao grupo e abre caminho para atividades turísticas. “É uma reação em cadeia. Os investimentos não foram em vão e ainda temos programas firmados até 2023. Ficamos muito orgulhosos quando enxergamos, por meio de resultados consistentes, que os nossos recursos e atenção estão bem destinados”.

“É com grande alegria que vemos sair do papel a região do QMA em Diamantina. Há mais de dez anos, em parceria com o Sistema FAEMG, o Sindicato dos Produtores Rurais de Diamantina leva diversos cursos e programas para os produtores de leite e derivados em nossa região. Parabéns a todos os envolvidos”, disse o mobilizador Jader Brant Coelho. 

“A contribuição do Sindicato dos Produtores Rurais de Diamantina, por meio do Sistema FAEMG, na capacitação dos produtores de leite da região, foi vital para que Diamantina obtivesse o título de 9ª Região Produtora de Queijo Minas Artesanal”, afirmou o presidente do SPR de Diamantina e mobilizador, Roberto Vial Costa.

}