Compartilhe


Conseleite coloca demandas do produtor em destaque no Festival

CONSELEITE-MG
ESCRITO POR SIMON NASCIMENTO, DE BELO HORIZONTE
08/06/2023 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR, FAEMG
Encontro Nacional dos Conseleites, durante a Megaleite

A 18ª edição da Exposição Brasileira do Agronegócio do Leite (Megaleite) recebeu o 1º Encontro Nacional dos Conseleites. A reunião foi realizada nesta quinta-feira (08/6), sob a liderança do Conseleite Minas Gerais. Participaram também representantes do Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Rondônia e Mato Grosso, além de pesquisadores e professores dedicados à bovinocultura de leite e integrantes da indústria de laticínios.

Durante o encontro foi realizado um benchmarking entre os conseleites, para o compartilhamento de experiências, metodologias e obstáculos observados em cada estado. O presidente da Comissão Técnica da Pecuária de Leite do Sistema Faemg Senar e integrante da diretoria do Conseleite, Jônadan Ma, participou do encontro junto ao presidente do Sistema, Antônio Pitangui de Salvo.

Jônadan ressaltou a extensa agenda voltada à discussão dos problemas enfrentados pelos produtores de leite durante as agendas na Megaleite e no Festival do Queijo Artesanal de Minas. “Os seis estados no Brasil que praticam o Conseleite no Brasil, já respondem por dois terços da produção de leite no país. E estamos vendo que a ferramenta está cada vez mais consolidada, atualizada e realmente refletindo uma realidade que o produtor precisa quanto à previsibilidade dos valores de referência como uma base para ele negociar com a indústria”, destacou Jônadan Ma.

Jônadan Ma ressaltou a importância do Conseleite ao produtor

Segundo ele, há uma convergência dos estados que fazem uso do Conseleite na busca por melhores condições ao produtor. Darllan Palharini, coordenador do Conseleite Rio Grande do Sul, afirmou que o encontro foi muito positivo. “Parabéns a Minas Gerais por iniciar esse processo. É o estado berço do leite. Cada estado tem suas dificuldades e o Conseleite é ainda o melhor instrumento que temos”, observou.

A professora Vânia Guimarães, da Universidade Federal de Paraná, participa de cinco Conseleites no país. Ela salientou que a ferramenta deve ser cada vez mais difundida entre os produtores. “O Conseleite gera valor de referência para livre negociação da matéria prima entre produtores e indústria. Ele dá uma sinalização para o produtor, uma base para conseguir fazer a negociação”, observou.

Durante o encontro, uma pauta em debate foi as dificuldades com a importação de leite. O assunto foi discutido na quarta-feira durante a reunião da Comissão da Bovinocultura de Leite da CNA, realizada durante a Megaleite.

Fortalecendo o setor

Pela manhã, antes do Encontro Nacional, o Sistema Faemg Senar levou para a Megaleite a reunião da Comissão Técnica da Pecuária de Leite e o 6º Encontro Regional do Conseleite-MG. Este foi o sexto evento do Conseleite-MG realizado em diferentes regiões do estado para divulgar a metodologia e resultados desta importante ferramenta geradora de valores de referência para o leite. Cerca de 1.000 produtores já participaram dos encontros regionais do Conseleite-MG nos municípios de Padre Paraíso, Leopoldina, São Francisco, Patos de Minas e Uberlândia.

6º Encontro Regional do Conseleite durante a Megaleite

Em Belo Horizonte, cerca de 400 representantes de sindicatos, produtores e técnicos de campo do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) conheceram melhor o Conseleite-MG. Isso dá ao produtor previsibilidade, a curto prazo, do comportamento do mercado e referência para o leite entregue no mês vigente a ser pago no mês posterior, um valor justo para indústria e produtor, permitindo uma relação transparente e mais harmoniosa entre os elos da cadeia.

“A gente está vivendo uma situação complicada, mas o Sistema Faemg Senar está atento às demandas dos produtores. Vamos fortalecer o setor e continuar dialogando com as cooperativas e indústrias de laticínios para encontrarmos soluções. Precisamos trabalhar com ações classistas compatíveis com o tamanho do nosso setor”, afirmou o presidente do Sistema Faemg Senar, Antônio de Salvo, que abriu o evento.

Também participaram do encontro o presidente da Comissão Técnica da Pecuária de Leite da Faemg, Jonadan Ma; o vice-presidente do Conseleite-MG e representante do Silemg, Yago Silveira; o conselheiro diretor da Ocemg, Marcelo Candiotto, representando a presidente do Conseleite Minas , Isabel Chenna  Pérez e o presidente da Abraleite, Geraldo Borges.

“A pecuária leiteira é a única cadeia que você entrega o produto e não sabe quanto vai receber. O Conseleite-MG dá mais segurança ao produtor, a partir do momento que possibilita que ele tenha uma referência para o valor do leite”, disse o técnico Kelton Gomes dos Santos, que acompanha 30 produtores na região de Rio Piracicaba.

Antes, a reunião da comissão técnica contou com a participação de convidados, como o vice-presidente da Girolando, Luiz Fernando Reis. Também estiveram presentes o criador da metodologia do Conseleite, Ronei Volpi, que também é presidente do Conseleite do Paraná e da Comissão Nacional de Bovinocultura de Leite da CNA; o deputado federal Rafael Simões, integrantes da CCPR e da NovoAgro Ventures.
 

}