Compartilhe

1ª Festa Nacional da Cachaça de Alambique

ATEG AGROINDÚSTRIA
ESCRITO POR JOSIANE MOREIRA
22/09/2022 . SISTEMA FAEMG

A cachaça é uma das bebidas mais tradicionais e populares em Minas Gerais e, a partir deste ano, entra para o calendário oficial de eventos de Mateus Leme, que realiza nos dias 24 e 25 de setembro, a 1ª Festa Nacional da Cachaça de Alambique, no distrito de Azurita. O Sistema Faemg, por meio da Universidade Federal de Viçosa (UFV), campus Florestal, é parceiro do evento e oferece duas oportunidades de capacitação com inscrições gratuitas para quem atua ou planeja entrar para a cadeia produtiva.

 

As oficinas de “Classificação de Cachaça” e “Degustação e Análise Sensorial de Cachaça” fazem parte da programação.  De acordo com a Agente de Desenvolvimento Rural pela UFV-Florestal, Dirce Bezerra de Melo, a atividade está em pleno desenvolvimento na região e é preciso estar atento, dando o apoio necessário para que os produtores e suas comunidades cresçam e se desenvolvam. “Os cursos do Sistema Faemg cumprem esse papel”, destacou.

O bioma do Brasil nos proporciona sabores e aromas únicos para o produto e, em um cenário cada vez mais competitivo e de consumidores exigentes, a qualidade é requisito fundamental para a aceitação no mercado nacional e internacional. Para isso, é preciso ir além, em gestão e eficiência. Neste sentido, o gerente regional do Sistema Faemg, Rodrigo Ferreira, explica que os produtores podem participar de uma apresentação do ATeG Agroindústria da Cachaça de Alambique e ter acesso a um programa gratuito de assistência técnica e gerencial durante dois anos em suas propriedades.

A coordenadora de Cultura da prefeitura Rosana Aparecida da Silva comemora a novidade para os produtores. Ela acredita que o programa deve estimular a reabertura de muitos alambiques que encerraram suas atividades, seja por questões de gestão do negócio ou estratégias de comercialização.

“As pessoas passaram a degustar a cachaça, e isso tem um valor enorme de mercado”, avaliou. Rosana comentou que o trabalho vem sendo realizado para que a região conquiste o selo de indicação geográfica para a produção de cachaça. “Esse é nosso desejo. Em Minas, Salinas tem essa chancela”.

Mais sobre o evento

Simpósio da Cachaça, exposição de produtos e tendências do setor, praça de alimentação, shows com artistas nacionais e regionais, são outras atrações que prometem alavancar a comercialização e o turismo, além de promover a divulgação e o fortalecimento dos alambiques do entorno.

Os interessados em participar de uma das oficinas do Sistema Faemg devem entrar em contato com a Agente de Desenvolvimento Rural, Dirce  Bezerra.

O telefone para contato é: (31) 98635-7017