Compartilhe

Assistência transforma propriedade leiteira em Uberlândia

FIP PAISAGENS RURAIS
ESCRITO POR JULIANA FIDELIS, DE UBERABA
24/01/2023 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR

“A gente nem acredita que, em tão pouco espaço, agora consigo comportar mais animais. Hoje minhas vacas estão escondidas no meio do capim, de tanta fartura. Foi uma verdadeira transformação na propriedade”, revela o produtor Célio Batista Caixeta. O investimento na pecuária leiteira iniciou em 2017, quando adquiriu a Fazenda Santo Antônio, no município de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Mas, só agora, com a assistência do Sistema Faemg Senar, ele conseguiu melhorar a produtividade e a renda, alcançando bons resultados com a atividade. Célio é um dos mais de 1.600 produtores rurais assistidos pelo Projeto FIP Paisagens Rurais em Minas Gerais. A iniciativa é financiada pelo Banco Mundial e executada pelo Sistema Faemg Senar, com apoio de entidades parceiras.

O técnico de campo João Eduardo e o produtor Célio Batista em uma das visitas do FIP Paisagens Rurais

Uma das primeiras orientações do técnico de campo João Eduardo Ribeiro da Silva quando iniciou as visitas, há pouco mais de um ano, foi a implantação do pastejo rotacionado. “Ele tem uma área pequena, de dois hectares. Utilizamos a metodologia do Programa de Assistência Técnica e Gerencial para recuperar a área de pastagem, que estava degradada, e implantar o pastejo rotacionado para os animais, com o plantio de Mombaça. Hoje ele consegue produzir muito alimento e tem uma intensa produção de leite para a área”, explicou o técnico.

As mudanças também proporcionaram uma melhoria na rotina do produtor rural. “Antes, eu cortava capim duas vezes ao dia para alimentar os animais. Era um trabalho diário pesado. Agora, com o rotacionado, as vacas têm pasto sobrando, e eu faço a silagem para armazenar para o período seco. Além de não ter mais o desgaste físico, também estou economizando com o custo para alimentação, e obtendo ganho na produção leiteira”, destacou Célio.

Com pastejo rotacionado, o produtor conseguiu aumentar a quantidade de animais na fazenda

Aumento na produção

Com as orientações do técnico de campo, o produtor também viu a produtividade aumentar. A melhoria na qualidade do alimento trouxe aumento na produção por vaca e, com o pastejo rotacionado, ele conseguiu investir em mais animais. “Como minha área é pequena, eu tinha apenas quatro vacas em lactação. Com o rotacionado, pude ampliar para sete”, comemora Célio. Com a assistência do projeto, a produção leiteira diária saltou de 35 para 75 litros, em média.

“Antes, a gente ficava trabalhando e não sabia se estava tendo lucro com a atividade. Hoje, eu sei que estou lucrando. O projeto trouxe um controle financeiro, agora anotamos tudo e sabemos o que estamos gastando e ganhando no mês. Valeu demais participar, precisamos enaltecer o trabalho do Sistema Faemg Senar, que trouxe um conhecimento que a gente não tinha”, afirmou o produtor. Ele revelou que ainda tem muitos planos neste período de assistência, como investir na inseminação in vitro para melhorar a qualidade dos animais e aumentar mais a produção leiteira.

Produtor Célio Batista mostra a evolução do capim na propriedade

Empenho do produtor

O técnico de campo João Eduardo destacou que o empenho do produtor foi fundamental para os avanços na propriedade. “Ele abraçou todas as propostas, aderiu bastante à parte de gestão e se mostrou muito disposto. Tudo isso fez com que ele venha colhendo bons resultados na produção de leite, com uma fazenda altamente eficiente”, concluiu.

O supervisor do FIP Paisagens Rurais, Sebastião de Paula Júnior, reforçou a importância do planejamento estratégico, feito no início da assistência. “Estamos alcançando resultados positivos, tanto técnicos como econômicos, com a execução do planejamento. A produção aumentou e, consequentemente, a receita mensal. Também conseguimos maior controle de gestão, recuperação de áreas degradadas, melhoria das pastagens e de manejo. O produtor está satisfeito com a evolução da propriedade”, afirmou.

Processo de recuperação de pastagem na fazenda

O gerente regional do Sistema Faemg Senar em Uberaba, Ricardo Tuller, destacou que o FIP Paisagens Rurais está beneficiando produtores de leite e de corte inseridos na Bacia do Rio Tijuco, com orientações para o uso de práticas de agricultura sustentáveis e planejamento do uso da terra, conciliando produção agrícola com conservação da biodiversidade. “O projeto é um sucesso em nosso estado, proporcionando grandes transformações nas propriedades, como neste caso em Uberlândia”, concluiu.

FIP Paisagens Rurais

O Projeto Gestão Integrada da Paisagem no Bioma Cerrado – FIP Paisagens Rurais é financiado com recursos do Programa de Investimento Florestal, através do Banco Mundial. A coordenação é do Serviço Florestal Brasileiro (SFB) e da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação, do MAPA, com parceria da Agência de Cooperação Técnica Alemã (GIZ), do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e do MCTIC, por meio do Inpe e da Embrapa.