Compartilhe

Produtores comemoram safra de frutas vermelhas

PROGRAMA ATEG
ESCRITO POR DENISE BUENO, DE PASSOS
14/10/2021 . SISTEMA FAEMG, SENAR

Os produtores de frutas vermelhas de Machado trabalham felizes na colheita da amora. Com boa produtividade e safra recorde estimada em 110 toneladas, eles comemoram também um ano da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Frutas Vermelhas, programa do Sistema FAEMG/SENAR/INAES, e a inauguração da sede da Associação dos Agricultores Familiares de Frutas Vermelhas (FRUVERFAM).

O instrutor Fernando, o mobilizador Aliandro e o gerente Rogger na inauguração da FLUVERFAM

O técnico de campo do ATeG Fernando de Oliveira Lima destaca que, em um ano, os 26 produtores atendidos pelo programa tiveram conquistas. Ele ressalta que ações da FRUVERFAM, como o consórcio por meio da associação, possibilita a comercialização para mercados maiores, garante a rentabilidade e a compra de insumos em grupo e impacta o custo de produção, gerando economia em decorrência do volume comprado. “A associação está bem estruturada e tem auxiliado os produtores de frutas vermelhas”. 

O presidente da FRUVERFAM, Cleiton Aguiar Nascimento Silva, também integrante do ATeG, ressalta que o programa é fundamental para o produtor entender a rentabilidade e as oportunidades de melhorias em seus pomares. “O fator gestão alinhado com o fator técnico viabiliza os melhores investimentos dentro de um cronograma adequado, proporcionando melhor retorno financeiro”.

“Os resultados mostram que os produtores estão no caminho certo. O ATeG contribui para o desenvolvimento deles, visando à rentabilidade na atividade. O apoio da associação é de extrema importância para muitas das etapas, dentre elas a de negociação para a venda das frutas e a aquisição de insumos de produção. O crescimento do setor é uma realidade em Machado”, destacou o gerente regional do Sistema FAEMG/SENAR/INAES em Passos, Rogger Miranda Coelho.

Geada

Apesar da forte geada deste ano, o clima frio foi bom para as lavouras que não estavam em produção e resultou em frutos de boa qualidade. “Tivemos problemas com as lavouras que anteciparam a produção. Esses produtores contabilizaram prejuízos com a queima de frutos e flores, mas não atrapalhou a produtividade. Com a poda adequada, novos brotos surgiram, e a produtividade surgiu perfeita”, disse o técnico do ATeG.

O presidente da FRUVERFAM também ressalta que a safra é um pouco mais tardia, em comparação com os anos anteriores, mas confirma que a expectativa é de uma colheita recorde. 

Associação

Para Cleiton, o maior desafio da associação é a mudança de paradigma sobre as finalidades de uma associação, já que todos vinculam o termo associação a uma visão assistencialista, sendo que o entendimento deve ser de união e fortalecimento de um grupo.

“A reforma e a adequação do nosso espaço são a materialização das forças que devem abranger uma verdadeira associação. Atualmente, estamos desenvolvendo a criação de uma central de negócios, em que todos terão participação efetiva em parte do processo. A construção de empreendimento associativo requer empenho, participação e entendimento de todos em todas as etapas do processo. Somente assim poderemos evoluir enquanto associação”.