Conheça o SENAR

O SENAR MINAS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Administração Regional de Minas Gerais) é responsável pela capacitação profissional e promoção social do produtor, do trabalhador rural e seus familiares.

Cursos

O SENAR MINAS oferece mais de 300 cursos nas áreas de Formação Profissional Rural e Promoção Social, gratuitos e voltados para capacitação e qualidade de vida do produtor e trabalhador rural e suas famílias.

Instrutor Mobilizador Licitações
Compartilhe

Novos agentes de Turismo Rural em Cássia

DESENVOLVIMENTO
ESCRITO POR DENISE BUENO, DE PASSOS
25/11/2022 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR, FAEMG

Um grupo de empreendedores concluiu o Programa de Agente de Turismo Rural, no município de Cássia, nesta semana. O evento de encerramento reuniu parceiros, alunos, autoridades locais e agentes de Monte Santo de Minas e Ibiraci. Criado pelo Sistema Faemg Senar, o programa tem parceria com o Sindicato do Produtores Rurais e apoio da Prefeitura. Os dez novos agentes elaboraram quatro roteiros turísticos que uniram a culinária rural aos atrativos naturais e à fé. O município de Cássia se destacou em 2022 pela inauguração do maior Santuário, no mundo, dedicado a Santa Rita de Cássia.

O grupo de Cássia em abraço ao Jequitibá milenar

O gerente regional do Sistema Faemg Senar em Passos, Rogger Miranda Coelho, enfatizou a capacitação como ferramenta de transformação de vidas. “O turismo rural é uma fonte para o desenvolvimento e, em Cássia, é potencializado devido ao Santuário, o que gera oportunidades para os novos agentes tanto no turismo religioso como no rural”.

A instrutora Jordânia Mariano destaca que, além dos atrativos culturais e naturais, foram identificadas muitas produções, como a de cafés especiais, que é tradicional na região, e farinha produzida de forma artesanal. “Tivemos um grande apoio do Circuito Turístico Nascentes das Gerais e Canastra e conseguimos trabalhar roteiros específicos, que vão complementar as rotas já trabalhadas pelo Circuito. Em Cássia, conseguimos agregar as vivências rurais associadas à questão religiosa, devido ao Santuário de Santa Rita de Cássia”.

Novos agentes de Turismo de Cássia
Acima ,à direita, a instrutora Jordânia Mariano e a mobilizadora Mariângela

Roteiros

Depois de seis meses e seis módulos com abordagens diferentes, os novos agentes de Turismo Rural se sentem preparados para atuar no setor. Para chegar a essa etapa, eles aprenderam sobre produtos e serviços turísticos, segurança, condução de turistas, roteirização, meios de hospedagem, serviços de alimentação e comercialização de produtos e negócios.

Segundo as participantes, a capacitação trouxe oportunidades de conhecer o município e o trabalho de muitos empreendedores.  O resultado foi a criação de quatro roteiros turísticos.

O primeiro deles, “Cafés de Cássia”, com foco nas propriedades rurais, destaca os produtores de cafés especiais: criou oportunidades para o turista conhecer todo manejo realizado nos cafezais e viver experiências com as diversas bebidas que o café proporciona.

O segundo roteiro, “Pedalando pela História de Cássia”, tem passagem por pontos turísticos na zona rural e parada para almoço e cafés em pousadas.

O terceiro roteiro, “Fé, Sabores e Aromas de Cássia”, une passagem pelo Santuário e visitas a produtores de plantas medicinais.

O quarto roteiro, “Olhar com Fé e Gratidão”, une visitas a fazendas tradicionais, ao Santuário e à colina de Santa Rita.

Oportunidades

Para o presidente do Sindicato Rural de Cássia, Domingos Inácio Salgado, uma das preocupações do Sindicato era formar pessoas que pudessem atender bem os turistas que serão atraídos ao município pelo apelo do Santuário. Ele também destaca que esse é um caminho para os produtores mostrarem e comercializarem os seus produtos.  

“O programa abriu o nosso olhar para novas oportunidades nas propriedades. É uma forma de profissionalizar o que já fazemos. O programa traz um olhar sobre nós mesmos, nos capacita e possibilita o networking, o que é muito importante”, disse a produtora de cafés orgânicos Sabrina Caris de Oliveira, que também é advogada e gastrônoma.

Para o presidente do Roteiro Turístico Nascentes das Gerais e Canastra, José Eduardo de Almeida, a formação de agentes de Turismo Rural é muito importante para a região. “Lançamos as nossas rotas, que são 14 e envolvem 20 municípios. Essas rotas vão passar pelo rural. O turista que sai de uma cidade para outra vai visitar fazendas e, assim, um trabalho complementa o outro”.

Mais agentes

Os municípios de Ibiraci e Claraval também concluíram o programa no início de novembro. Foram formados 11 agentes para atender os dois municípios, que tem características rurais com forte apelo para a cafeicultura.

A empreendedora Maria Beatriz Ferreira Souza, que já trabalhou por anos na Pousada Fagundes, disse que o alinhamento entre os municípios será importante para a formação de novas parcerias e formas de trabalho. “O programa foi estimulante. Pode não ser eu trabalhando amanhã, mas meus descendentes continuando o legado”.