Compartilhe

Caravana FertBrasil tem participação do Sistema FAEMG

PALESTRA
ESCRITO POR JOSIANE MOREIRA, DE SETE LAGOAS
10/06/2022 . SISTEMA FAEMG, FAEMG

Mais conhecimento técnico para ajudar o homem do campo a produzir com mais eficiência nessa conjuntura internacional de escassez de fertilizantes. Esse foi o objetivo da Caravana FertBrasil, realizada na última quarta-feira (8) Embrapa Milho e Sorgo. O Sistema FAEMG, por meio do Escritório Regional em Sete Lagoas, foi parceiro do evento, que atraiu mais de 130 pessoas em busca de alternativas que possam driblar o contexto de carência e alta volatilidade nos preços.

Na foto, de pé, o pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo, Derli Santana

Sem fertilizantes não há segurança agroalimentar, por isso o tema vem sendo amplamente discutido. Os participantes perceberam que as técnicas que já temos hoje dentro da produção agrícola, se bem utilizadas, impactam positivamente nos resultados, a exemplo o plantio direto e a rotação de culturas. “Para isso, devemos conhecer o solo em que pisamos”, disse o pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo, Derli Prudente Santana, fazendo uma analogia à importância de informações obtidas a partir da análise de solos para a tomada acertada de decisões pelo produtor rural.

O gerente de Agronegócios do Sistema FAEMG, Caio Coimbra, também participou da abertura e ministrou uma palestra sobre o assunto. Ele apresentou o panorama sobre fertilizantes no Brasil e em Minas Gerais, os desafios da produção de grãos e o perfil dos produtores rurais do estado e regiões central e centro-oeste, foco da caravana.

Caio Coimbra, gerente de Agronegócios do Sistema FAEMG

“Com os preços praticados no mercado atualmente, utilizar a reserva de nutriente do solo é um caminho seguro, e pode fazer a diferença na redução do custo de produção das lavouras nesta safra”, explicou. “A Assistência Técnica e Gerencial tem ajudado muito a levar mais conhecimento, enfatizando a importância do manejo sustentável dos solos para melhorar a produtividade”.

Aumento da eficiência

O nitrogênio, o fósforo, o potássio, o hidrogênio, o oxigênio, o cálcio, o carbono, o magnésio e o enxofre estão entre os macronutrientes dos fertilizantes, sendo os três primeiros os majoritários. O Brasil está na 8ª colocação com maior reserva de potássio do mundo, localizada na Amazônia. Mas, alguns entraves, conforme apresentado, dificultam o aumento da produção de grãos e a efetividade da exploração das fontes de fertilizantes para dependermos menos do cenário internacional.

A exploração das jazidas frente às exigências dos órgãos ambientais, a logística de transporte e a ampliação do mapeamento geológico para acentuar a atratividade para que o setor privado pesquise novas jazidas, são grandes desafios. Para Frederico Ozanan Machado Durães, chefe-geral da Embrapa Milho e Sorgo, a partir de uma agricultura pautada em ciência, devemos elevar o nível do conhecimento e produzir um efeito diferenciado no cenário nacional.

Mais sobre o evento

A Caravana Embrapa FertBrasil é uma jornada que percorrerá as principais regiões agrícolas do país. Em Sete Lagoas, participaram também cooperativas, associações, sindicatos, consultores e produtores rurais.

A ação é realizada pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Embrapa e da Rede FertBrasil, com o patrocínio da Bayer e da Rede ILPF e apoio da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), além dos parceiros locais.