Compartilhe

Novos agentes criam sete roteiros em Poços de Caldas

TURISMO RURAL
ESCRITO POR DENISE BUENO, DE PASSOS
21/06/2022 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR

O Programa Agente de Turismo Rural terminou com a formatação de sete roteiros turísticos em Poços de Caldas e região e com dez novos agentes de turismo rural. As opções de atrativos abrangem queijarias, zoológicos de aves, águas sulfurosas, fazendas, mirantes, passeio de canoagem e pesqueiro. O evento de encerramento reuniu parceiros, alunos, autoridades locais e empresas do município no salão do SESC Minas.

Criado pelo Sistema FAEMG, o programa tem parceria com o Sindicato do Produtores Rurais e apoio da Prefeitura, por meio das Secretarias de Turismo e Desenvolvimento Econômico e da Associação do Circuito Turístico Caminhos Gerais. O gerente regional do Sistema FAEMG em Passos, Rogger Miranda Coelho, enfatizou que a capacitação transforma vidas.

“Poços de Caldas já é reconhecida nacional e internacionalmente pelo turismo, mas precisamos inserir o campo nesse contexto, fortalecendo os produtores rurais com geração de renda, por meio de visitas a propriedades rurais, além de levar os produtos de altíssima qualidade de Poços de Caldas e região para todo o Brasil. Poços de Caldas tem características específicas só encontradas na região, e o nosso papel, como Sistema FAEMG, é divulgar esses produtos de altíssima qualidade”, completou.

Circulação regional

Depois de seis meses e seis módulos com abordagens diferentes, os novos agentes de turismo rural sentem-se preparados para atuar no setor. Eles passaram por formação nas áreas de produtos e serviços turísticos, segurança, condução de turistas, roteirização, hospedagem, serviços de alimentação e comercialização de produtos e negócios.

Segundo o instrutor do programa, Gustavo de Paiva Resende Toledo, a promoção do treinamento surgiu de uma demanda constatada na rota Caminhos Gerais, que engloba Poços de Caldas e 11 cidades. “Tivemos o cuidado de formatar os sete roteiros para que o turista circule pela região, chegando por Poços de Caldas, e valorizando produtos como cafés, azeite e cachaça, gastronomia e artesanato. Unir esses atrativos aos já tradicionais, como as termas, fabricação de cristais e visita ao Cristo, fortaleceu ainda mais o setor”.

Outro fator é a produção rural em região conhecida como solo vulcânico, cuja indicação geográfica tem ganhado destaque e que enriquece a experiência turística na região. “Todos os roteiros passam por produtores que integram essa região de solo vulcânico”.

Conheça os roteiros:

Café com Queijos: Visita a fazenda, queijaria e Mercado Municipal de Poços de Caldas.

Entre Águas e Aves: Queijos produzidos com leite de vaca Caracu, passeio na Represa Bortolam, Zoológico de Aves e Pesqueiro.  

Caldas Milagrosa: Gastronomia mineira, artesanato e águas sulfurosas são as indicações que se encontram junto ao Balneário de Pocinhos do Rio Verde, na vizinha cidade de Caldas.

Riquezas Naturais: Instituto Sítio do Lobato, Jardim Botânico, Mercado Municipal e Balneário Dr. Mário Mourão com banhos de águas sulfurosas.

Encantos da Serra: Fazendas, mirantes, queijarias e cervejarias na zona rural.

Sabores e Saberes: Vinícolas, fazendas, Pico do Gavião para voo livre mais turismo de aventura e azeite das Terras Altas.

Águas e Ardentes: Pontos turísticos, fazendas, cachaçaria e gastronomia.

Fortalecimento

Para o presidente do Sindicato Rural de Poços de Caldas, Marco Antônio Lobo Sanches, o turismo engloba o urbano e o rural, agrupando todos os setores de serviços e produtos.

“Além de fomentar a cadeia turística em nosso município e região, podemos ajudar os produtores a terem outra forma de renda”, acrescentou Renata Rivero, que trabalha na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, no Departamento de Fomento Agropecuário, e participou do programa.

Segundo Renata, que já trabalhou na Secretaria de Turismo, o município havia tentado criar rotas para o turismo rural, sem sucesso, por três vezes, e o programa tornou isso possível. “Poços e região tem um grande potencial na área do turismo rural e a procura por esses roteiros é grande”. A Prefeitura dispõe de um aplicativo para a divulgação e a venda dos roteiros. Veja aqui: https://apaixonados.pocosdecaldas.mg.gov.br/turismo.php .

Resultado

Durante o programa, a empresária e participante Rosane Aparecida do Carmo, da Fazenda São Marcos, que tem a marca Lyla Café, abriu as portas da sua propriedade para o grupo trabalhar no local. Rosane tinha o turismo rural como meta, e o programa foi perfeito para crescer, aprender mais e dar um suporte ao seu projeto.

Segundo o instrutor Gustavo, o grupo trabalhou no processo de criação de um roteiro específico para a propriedade, que oferece trilhas, turismo ecológico e experiência com o café, e instalação de placas indicativas. A experiência foi importante para os participantes e para a empresária. “Estamos iniciando o projeto de turismo rural na propriedade. Essa experiência foi importantíssima para ampliarmos o conhecimento, melhorarmos as condições da propriedade e o nosso atendimento ao turista”, disse Rosane.

Segundo a empresária, os turistas estão conhecendo a propriedade por meios de divulgação e amigos. “Estão chegando aos poucos e ajudando a divulgar o turismo rural em suas redes sociais. A cada semana tem aumentado a demanda e podemos sentir o que está dando certo e o que precisamos melhorar a cada semana”.