Compartilhe

O potencial das frutas vermelhas em Machado

ASSISTÊNCIA TÉCNICA E GERENCIAL
ESCRITO POR DENISE BUENO, DE PASSOS
22/09/2022 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR, INAES, FAEMG

Técnicos do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) participaram ativamente da Feira Machadense do Agronegócio (Femagro), no início deste mês. Entre as palestras ministradas por eles, destacam os temas:  cafeicultura, custos de produção e o sucesso do programa de frutas vermelhas, desenvolvido  em Machado com o apoio do Sistema  Faemg e o Sindicato dos Produtores Rurais.


São 37 produtores de amora que movimentaram na última safra o valor de R$ 1.797.000,00. A economia do município, que tem a cafeicultura como carro-chefe, segue aquecida com os produtores de frutas vermelhas. Somando aos 37 que produzem amora, seguem mais 15 que investiram em framboesa e se preparam para a segunda colheita, prevista para novembro, e 20 em mirtilo, que terão a primeira colheita em 2023.


Parceria


O ATeG Frutas Vermelhas acompanha todo o desenvolvimento dos produtores, que iniciaram o plantio de amoras em 2017. Os resultados da safra 2021, encerrada em fevereiro/2022, mostra o trabalho dos produtores e a conquista do grupo que atingiu a produção de mais de 147 toneladas. Número muito expressivo, segundo o técnico Fernando de Oliveira Lima. A previsão da próxima safra é de 200 toneladas. A produção da framboesa será computada na segunda colheita, prevista para novembro. Na primeira safra foram colhidos 1 kg da fruta por planta.


O programa de Assistência Técnica e Gerencial encerrará suas atividades no município, depois de dois anos, no mês de novembro, com ampla aceitação dos produtores, que estarão em plena colheita da safra 2022, que se inicia a partir de 15 de outubro. Segundo Fernando, o programa  de frutas vermelhas é um sucesso desde o plantio e a parceria com o Sistema Faemg,  por meio do ATeG, comprovou os resultados  vindos do apoio técnico e dos dados gerenciais que foram verificados durante os dois últimos anos.