Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe

Atualização metodológica de profissionais da ATeG

MELHORIA CONTÍNUA
ESCRITO POR JOSIANE MOREIRA, DE SETE LAGOAS
26/05/2022 . SISTEMA FAEMG, SENAR, FAEMG

Técnicos e supervisores da Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), do Sistema FAEMG, participam de uma atualização metodológica na área da Fruticultura e Olericultura no campus da UFV Florestal nesta semana. São 42 profissionais que atuam em todo o estado em variadas cadeias produtivas do Programa ATeG, SuperAção Brumadinho e AgroNordeste.

O objetivo é nivelar os conhecimentos da equipe, proporcionar troca de experiências e despertar o olhar para as possibilidades de oferecer soluções e inovações no campo conforme as especificidades de cada cultura. O treinamento vem sendo realizado desde o ano passado nas cadeias vegetais. Na cafeicultura, por exemplo, todos os técnicos de campo atuantes nas quatro regiões cafeeiras do estado já participaram.  

Na programação, conceitos e ferramentas de gestão de processos, gestão financeira, gestão do conhecimento, administração e planejamento com o instrutor José Geraldo da Silva Machado. A segunda etapa inclui questões práticas, conduzidas pelo consultor master do ATeG, Henrique Frederico Santos.

Os profissionais fizeram uma visita técnica a um olericultor na região de Juatuba para coletar dados e indicadores que serão utilizados em uma dinâmica em grupo, em que serão criadas sugestões de planejamento para a propriedade. “Enquanto isso, vamos fazendo as adequações necessárias dentro da metodologia e padronização proposta. Ao final, refinamos as análises, visando sempre a melhorar a rentabilidade e produtividade do produtor”, explicou Henrique.

Para José Geraldo, a complexidade do mundo atual exige que o produtor rural vá além da produção e aplique a gestão, utilizando técnicas modernas na área financeira e de custos, por exemplo, que o ajudarão a ter uma maior consciência da situação do empreendimento. “Diante disso, a atualização se faz importante. Os profissionais em campo é que vivenciam o dia a dia das propriedades atendidas pelo ATeG, levando a visão de que, quanto mais trabalhar de forma profissional, melhores serão os resultados”.

Para Paula Rocha Guimarães, técnica de campo na região de Uberlândia, a atualização é uma ferramenta para o aperfeiçoamento das visitas em campo, e o contato entre técnicos e supervisores de outras regiões, enriquecedor. “A maior dificuldade dos produtores atendidos são as anotações diárias, mas elas são fundamentais para o nosso trabalho. Outro desafio é entender que a propriedade rural é uma empresa, e o produtor, o empresário rural. Estabelecer um vínculo de confiança é importante para facilitar esse processo. O técnico precisa ouvir mais e entender as reais dificuldades para diminuir essas distâncias. Por isso, precisamos estar preparados em vários sentidos”.

“Esta imersão abre a mente e agrega valor, porque não adianta seguir só o trabalho bruto à risca, tem que colocar na ponta da caneta e ver como anda a atividade. Nosso objetivo é fazer com que os produtores atendidos e suas famílias tenham melhores condições de vida e que a atividade rural seja sustentável. E isso passa pela gestão”, concluiu o técnico de campo pelo SuperAção Brumadinho, Altino Júnior.