Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe

Programa ATeG é apresentado em evento em Peçanha, no Vale do Rio Doce

MEIO AMBIENTE
ESCRITO POR DIEGO SOUZA, DE GOVERNADOR VALADARES
09/05/2022 . SINDICATOS, SENAR

O analista técnico regional Cleberty José Rodrigues Ferreira representou o Sistema FAEMG em Peçanha, durante a apresentação de um estudo que propõe a recuperação da sub-bacia hidrográfica do rio Suaçuí Pequeno, através da metodologia do Zoneamento Ambiental e Produtivo (ZAP). O evento do Programa Restaurar aconteceu na Câmara Municipal do município, no Vale do Rio Doce. O programa é uma iniciativa do Sebrae e da Cenibra, com o apoio da Prefeitura.

Na ocasião, foram apresentados os resultados técnicos dos estudos de avaliação da sub-bacia hidrográfica do rio Suaçuí Pequeno, obtidos na aplicação da metodologia do Programa Restaurar, voltada para o estabelecimento de estratégias de desenvolvimento sustentável de um território.

“Esses estudos tiveram início em 2019 e têm o objetivo de subsidiar a tomada de decisão para uma série de ações que envolvem tanto a recuperação ambiental, quanto a melhoria da produtividade do setor agropecuário e o fomento da produção sustentável no território”, explicou Claudinei Gomes Pereira, analista técnico do Sebrae Minas.

Cleberty Ferreira aproveitou a oportunidade para apresentar o Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Sistema FAEMG, que atualmente atende sete produtores na região da Sub-bacia do Rio Suaçuí Pequeno. Além de explicar a parte técnica e gerencial do ATeG, Cleberty falou das ações e de como funciona a iniciativa. Ele ainda enalteceu o levantamento promovido pela metodologia do ZAP.

“É muito importante conhecer a realidade ambiental da região, para as tomadas de decisões dentro das propriedades. E o mais importante é conhecer para trabalhar práticas conservacionistas de solo e a recuperação de pastagens, para, consequentemente, aumentar a produção e a capacidade técnica de ganho financeiro, além do ganho ambiental com o processo de produção de água”, destacou o analista regional do Sistema FAEMG.

Para o especialista do Departamento de Meio Ambiente da Cenibra, Edson Valgas de Paiva, os estudos permitiram ter maior conhecimento do território e de suas potencialidades e vulnerabilidades.  “O projeto visa atender demandas voltadas à conservação e recuperação ambiental e também à reversão do quadro de degradação da bacia, de forma a contribuir para o aumento da segurança hídrica e da sua sustentabilidade”, enfatizou.