Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Meio Ambiente

Acesse informações técnicas sobre a gestão ambiental na atividade agropecuária em Minas Gerais.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe

Feira marca encerramento do programa em Indianópolis

PROGRAMA AGENTE DE TURISMO RURAL
ESCRITO POR JULIANA FIDELIS, DE UBERABA
10/06/2022 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR

A 1ª Feira de Turismo de Indianópolis marcou o encerramento do Programa Agente de Turismo Rural, do Sistema FAEMG, na noite de quinta-feira (9). O evento foi organizado pelo Grupo de Turismo do município, uma iniciativa dos agentes que foram capacitados no programa, em parceria com o Sindicato Rural e Prefeitura Municipal. A feira foi realizada na Praça da Igreja de Sant’Ana e contou com estandes de vários empreendimentos e produtores rurais, e exposição de lanchas e outros equipamentos. Os atrativos turísticos da região foram projetados na fachada da histórica igreja, que foi construída pelos indígenas.

Projeção na história Igreja de Sant’Ana foi uma das atrações da Feira de Turismo

A promoção da feira fez parte do último módulo do programa, que trata da comercialização. “Os alunos quiseram fazer um evento grande, aberto à população, com o objetivo de mostrar Indianópolis a partir do turismo. Eles cuidaram de toda a organização, captação de recursos e parceiros para a realização da feira”, explicou a instrutora do Sistema FAEMG, Mariana Rocha, destacando que Indianópolis tem muitas atrações turísticas, como a Represa de Miranda, e a comunidade precisa se apropriar deste potencial.

O programa iniciou no município no final de 2021 e, ao longo de seis meses, os alunos participaram de módulos presenciais que abordaram temas como o plano de viabilidade turística, segurança na atividade turística, roteirização, serviços de alimentação e hospedagem, comercialização, entre outros. “A turma foi muito boa. Tivemos produtores rurais que querem empreender no turismo e outras pessoas que atuam na área e buscam se aperfeiçoar”, avaliou Mariana. Dos sete agentes formados, cinco são de Indianópolis e dois são da cidade de Ibiá.

Turma do do Programa Agente de Turismo Rural em Indianópolis com o gerente regional Caio Oliveira (na ponta direita)

“O evento foi muito bem organizado e contou com vários estandes de produtores rurais expondo seus produtos, como mel, cachaça, queijo e artesanato, além de outras atrações. Isso mostra a qualidade da capacitação dos novos agentes, que já estão colocando em prática o conhecimento adquirido ao longo do programa, inclusive com o envolvimento da comunidade local”, destacou o gerente regional do Sistema FAEMG em Uberaba, Caio Oliveira.

“Nossa cidade tem grande potencial turístico, com as cachoeiras, a Represa de Miranda, culinária, artesanato e a nossa Igreja de Sant’Ana, que é um cartão postal da região. O programa qualificou pessoas que agora estão aptas e capacitadas para receberem os turistas, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do município”, comentou o presidente do Sindicato Rural de Indianópolis, Daniel Avelar.

Preparativos para a Feira de Turismo, organizada pelos novos agentes

Novos agentes de turismo

Um dos agentes formados é Túlio Gontijo Rocha, que viu no programa uma oportunidade para buscar conhecimento e confirmar a viabilidade do seu negócio. Ele é proprietário da Fazenda Velha, localizada a 53 km de Ibiá, e que está sendo restaurada para ser um hotel fazenda. “Esta propriedade pertenceu ao meu bisavô e sua construção foi concluída em 1906. Vamos operar a partir do ano que vem, inicialmente como Day Use e depois com serviço de hospedagem. Teremos atrativos próprios, como cavalgada, passeio de barco, entre outros, e temos atrações externas próximas, como um vinhedo e um tradicional cafezal”, explicou.

Durante o dia, crianças visitaram o espaço da feira

Para ele, o programa foi muito bom para validar o empreendimento. “O planejamento mostrou que os números fecham, dentro das metas de ocupação. Também foram importantes as informações sobre modelos de alimentação que podem ser adotados e hospedagem”, explicou. Túlio também participou do programa Negócio Certo Rural, promovido pelo Sistema FAEMG em Ibiá.

Sanya Morais Lemes foi outra aluna que completou o Programa Agente de Turismo Rural. Ela atua no setor de ecoturismo, como funcionária do Vale do Mandaguari, espaço que abrange uma área de camping, visita à Cachoeira Mandaguari, aluguel de casas por temporada, entre outras atrações. “Gostei bastante do curso, renovou minha forma de enxergar o turista e me despertou para novas formas de explorar o turismo. Com certeza vai contribuir muito no meu dia a dia”, avaliou.