Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe

Produtores aprendem sobre rastreabilidade vegetal

AGRICULTURA
ESCRITO POR ALINE FURTADO, DE JUIZ DE FORA
16/03/2021 . SINDICATOS, SENAR, FAEMG

Dois seminários, um no Sindicato de Produtores Rurais de Barbacena e outro no Sindicato de Juiz de Fora, aproximaram dos olericultores o tema da rastreabilidade vegetal, a necessidade de adequação às exigências da lei. O sistema Agri Trace, desenvolvido pelo Instituto CNA, também foi apresentado aos produtores.

O analista de agronegócio da FAEMG, Caio Coimbra, falou para produtores atendidos pelo Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), do Sistema FAEMG/SENAR/INAES. Em Juiz de Fora, também participaram produtores de mel e técnicos de campo. E, em Barbacena, olericultores, estudantes do IF Sudeste, produtores de outras culturas e colaboradores do Sindicato. Todos receberam informações sobre a Instrução Normativa Conjunta (INC) nº 02/2018.

A INC 02/2018, do Ministério da Agricultura e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), aborda os procedimentos para a aplicação da rastreabilidade ao longo da cadeia produtiva de produtos vegetais frescos (frutas e hortaliças) destinados à alimentação humana, para fins de monitoramento e controle de resíduos de defensivos agrícolas. A intenção é garantir credibilidade, segurança e qualidade.

Já o Agri Trace é uma plataforma em que o produtor insere os seus dados pessoais, a localização da propriedade, os produtos comercializados, a quantidade, a numeração do lote, a data de colheita e informações do comprador. “Explicamos que o sistema tem baixo custo e como o utilizar”, afirmou Caio. 

Importância

“Todos os produtores de hortifrutis precisam estar cientes do que é a rastreabilidade e a sua relação com a segurança alimentar. O que mais assusta os produtores é utilizar a tecnologia, mas, com a abordagem feita durante o seminário, isso deixa de ser preocupação e passa a ser uma solução para atender à legislação.” – Wander Magalhães Moreira Júnior, gerente regional do Sistema FAEMG/SENAR/INAES em Juiz de Fora 

“O seminário foi um meio de tornar os produtores presentes disseminadores da importância da rastreabilidade, levando o conhecimento ao campo. Com a rastreabilidade, os produtos serão ainda mais valorizados porque o consumidor poderá acessar informações sobre o processo de produção e terá respaldo quanto à segurança alimentar.” – Renato José Laguardia de Oliveira, presidente do Sindicato Rural de Barbacena

“O encontro foi muito válido porque tivemos a oportunidade de entender mais sobre a rastreabilidade. O sistema é fundamental para garantir segurança ao nosso negócio e também ao consumidor.” – Serafim Botelho Letra, apicultor em Juiz de Fora e Liberdade